Chip Telefone no Chile

Author: Marketing SGMobile Brasil

Chip de telefone no Chile: Qual a melhor opção?

Cada vez mais conectados, os viajantes passaram a se preocupar como conseguir usar a internet enquanto estão em algum destino. Seja para compartilhar nas redes sociais sobre a viagem ou até mesmo para ter acesso a mapas e outros tipos de informações do local, é cada vez mais raro ficar sem internet no telefone durante um passeio. Por isso, é muito comum sempre se preguntar qual a melhor opção de chip de telefone. Nesse post escrevemos sobre chip de telefone no Chile.

Existem basicamente três opções de se manter conectado na internet quando estiver no Chile: Usar o rooming internacional da sua operadora, comprar um chip internacional ainda no Brasil ou comprar um chip pré-pago no Chile. Mas qual é a melhor das opções? Apesar da comodidade de já chegar ao destino conectado, o uso do rooming internacional da operadora brasileira é a opção mais cara. Com tanta facilidade em obter chip de telefone hoje em dia é certamente uma opção que eu não indico. Para já chegar conectado ao país e não ter que ficar preocupado onde comprar e quando conseguirá ter seu chip de telefone no Chile, a opção de comprar um chip internacional ainda no Brasil é excelente. Muita gente acaba optando por comprar o chip de telefone no Chile, por acreditar que a conectividade será melhor ou por achar que será mais barato. Na realidade existem diversas operadoras e valores, o que pode acabar sendo uma boa opção a primeira vista. O problema é que você não conhece a conectividade da sua opção, não terá um suporte em português caso tenha problema e ainda terá que se preocupar onde comprar o chip quando chegar no destino. Pode parecer besteira, mas, por exemplo, se você estiver de carro alugado ou for usar algum aplicativo na chegada isso já será uma dor de cabeça (lembre-se que nem sempre há internet nos aeroportos e alguns tem uma conectividade ruim).

chip-de-telefone-no-chile-maiorviagem

Mas a maior questão é que desde de o último dia 23 de setembro para pode utilizar um chip de telefone no Chile que tenha sido comprado por lá é preciso fazer uma homologação do seu aparelho. Apesar de gratuita (apenas um telefone por ano por pessoa), é um processo burocrático. A subsecretaria de telecomunicação do Chile fornece uma lista de empresas para fazer o processo online. Mas só o fato de envolver terceiros já dá a dimensão da burocracia. Isso sem contar que esse registro pode demorar até 05 dias para ficar pronto. Ainda, outro fator complicado é a necessidade de ter cópia na Nota Fiscal do aparelho. Levando em consideração que muita gente não guarda esse documento isso pode ser um problema enorme. Somado a isso a dificuldade em saber qual operadora terá um sinal melhor e onde comprar o chip, essa opção está se tornando ruim para viagens ao Chile.

Para mim a melhor opção (inclusive foi a que utilizei) é comprar um chip internacional ainda no Brasil. Os principais pontos positivos são evitar esse processo burocrático, já que nesse caso não é precisa homologar o seu aparelho, receber o chip na comodidade da sua casa ainda no Brasil e com isso já chegar ao Chile com ele funcionando e ter um suporte em português para tudo que você precisar. Eu usei o mysimtravel, que como vocês devem ter observado tem sido a minha opção nas últimas viagens. Um outro fator super decisivo para mim nessa escolha é que o mesmo chip pode ser usado em outras viagens para diversos países do mundo. Com isso, não precisa mais ficar preocupado em comprar um chip novo a cada viagem, basta colocar créditos e se manter conectado.

Durante a viagem ao Chile o sinal do mysimtravel foi bom. Passamos pelo Atacama, Centro de Ski Corralco, Vale do Colchagua e Santiago e percebi que ficamos sem sinal apenas quando nenhum outro telefone também funcionava. Com alguns hotéis sem internet nos quartos, foi mais uma vantagem ter o chip de telefone no Chile. Vale ressaltar que nos outros destinos que já utilizei o chip do mysimtravel não tive problemas de sinal. Uma ótima opção que você pode comprar através do link nesta matéria.

Para conhecer mais sobre Chile acesse o blog Maioviagem